Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > > Comunicação > > Notas Oficiais > > No primeiro discurso na Câmara, Pastor Elias critica as filas para vacinação contra a febre amarela
Início do conteúdo da página

No primeiro discurso na Câmara, Pastor Elias critica as filas para vacinação contra a febre amarela

PastorElias 05.03.2018 2"Eu acho um desrespeito e uma desumanidade muito grande com a população”, destacou Pastor Elias08/03/2018 - As filas registradas na campanha de vacinação contra a febre amarela, em Monte Mor, foram criticadas pelo vereador Pastor Elias (PMDB), durante seu primeiro discurso no plenário da Câmara, na última segunda-feira (5). “Assim que a campanha foi iniciada, eu passei nos postos de saúde e vi que a fila era imensa [...] Eu acho um desrespeito e uma desumanidade muito grande com a população”, destacou o parlamentar, ressaltando que em alguns casos os moradores precisam comparecer aos postos de saúde de madrugada, para retirar as senhas.

Pastor Elias lembrou que, em São Paulo, foi feita uma mobilização dos agentes de saúde, que vão até as residências prestar orientações sobre a importância da vacinação para a prevenção de mortes. O vereador sugeriu que o município tenha atuação semelhante. “Precisamos orientar melhor a população, pois sabemos que é uma doença fatal”, afirmou, destacando que, recentemente, a Secretaria Estadual de Saúde ampliou o foco da vacinação para todo o Estado - antes, a orientação era apenas para áreas prioritárias, que compreendia 9,2 milhões de pessoas.

No pronunciamento, o vereador também comentou a dificuldade de os trabalhadores rurais tomarem a vacina, já que os postos de saúde funcionam apenas em dias úteis. Destacando que, até o momento, o município não registrou nenhum caso da doença, Pastor Elias ressaltou a importância da prevenção. “Temos que estar no radar da atenção. É uma coisa séria, uma coisa urgente”, afirmou. “Na [alta] demanda, às vezes as pessoas se acomodam. Mas temos que fazer por onde e orientar melhor a população, pois sabemos que essa é uma doença fatal”.

POSSE

Pastor Elias tomou posse na última segunda-feira (5), na Câmara, assumindo a vaga da vereadora Professora Selma (PMDB), que teve o mandato suspenso pela Justiça.  No primeiro pronunciamento no plenário, o vereador também agradeceu as boas-vindas dadas pelos demais parlamentares, além da presença de familiares e amigos, no plenário. “Quero dizer que não sei por quanto tempo estarei aqui nesta Casa, mas enquanto estiver aqui eu quero somar forças para nós lutarmos por uma cidade melhor”, disse.

APARTES

Jesus Lopes (PR) sugeriu a ampliação dos horários de vacinação, para que os trabalhadores - rurais e urbanos - consigam ser atendidos. Eduardo Bispo (PSDB) defendeu a ampliação dos pontos de vacinação para outros bairros do município, além de campanha para o público rural. Neide da Especialidade (PMDB) comentou que, no Jardim Panorama, houve redução do número de doses recebidas (de 100 para 60, semanais). Danilo Jacob (PDT) complementou que o governo Estadual tem encaminhado poucas doses da vacina aos municípios.

Fim do conteúdo da página