Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > > Comunicação > > Notas Oficiais > > Em ofício ao Ipremor, Bispo pede informações sobre dívidas previdenciárias da prefeitura
Início do conteúdo da página

Em ofício ao Ipremor, Bispo pede informações sobre dívidas previdenciárias da prefeitura

EduardoBispo 06.08.2018Ofício de Eduardo Bispo questiona se a prefeitura está em dia com os pagamentos ao Ipremor08/08/2018 - O vereador Eduardo Bispo (PSDB) protocolou ofício no Ipremor - Instituto de Previdência de Monte Mor, solicitando “informações concretas” sobre as dívidas previdenciárias da prefeitura com o instituto. Em discurso nesta segunda-feira (6), Bispo afirmou que a medida foi tomada após servidores municipais o procurarem, “devido às notícias veiculadas pela mídia sobre a falta de pagamento da parte patronal e da cota de contribuição dos servidores”.

De acordo com o parlamentar, o ofício foi protocolado na última quinta-feira (2), e questiona se a prefeitura está em dia com os pagamentos. Bispo também afirmou que, após receber os esclarecimentos do Ipremor, encaminhará cópia da resposta tanto aos vereadores quanto aos servidores públicos municipais. “Dependendo da resposta, tomaremos as devidas providências, caso necessárias”, acrescentou o vereador, no discurso.

DUPLICAÇÃO DA SP 101

Bispo também informou que recebeu, do Governo do Estado, uma resposta a questionamentos do seu gabinete sobre a nova fase de duplicação da Rodovia SP 101, no trecho entre Monte Mor e Capivari. “O que deu para entender, na resposta deles, é que o projeto está feito”, ressaltou. Para Bispo, “cabe à prefeitura encaminhar um projeto de alternativas, para a Artesp”. O vereador pediu que o Executivo analise o projeto da obra - principalmente a necessidade de instalação de um retorno, antes da praça do pedágio, conforme reivindicação dos moradores.

PAVIMENTAÇÃO DO PAVIOTTI

A paralisação das obras de pavimentação asfáltica do Jardim Paviotti II também foi abordada. Segundo Bispo, o fato foi constatado durante visita ao bairro, realizada na semana passada. “A obra infelizmente continua parada”, reclamou, pedindo que a prefeitura faça pelo menos a manutenção das ruas, já que, nesse período chuvoso, as mesmas estão intransitáveis, “impossibilitando a entrada das pessoas em suas residências”. Para o vereador, o problema se agrava em casos de emergência, já que o mau estado das ruas impede a circulação de veículos.

Fim do conteúdo da página