Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > > Comunicação > > Notas Oficiais > > “Estamos vivendo uma epidemia preocupante”, diz Pastor Elias, sobre mortes provocadas por picadas de escorpiões, no Brasil
Início do conteúdo da página

“Estamos vivendo uma epidemia preocupante”, diz Pastor Elias, sobre mortes provocadas por picadas de escorpiões, no Brasil

PastorElias 10.07.2018Pastor Elias sugeriu o mapeamento das regiões com maior incidência de escorpiões; e campanhas de conscientização11/07/2018 - “Estamos vivendo uma epidemia preocupante, com esse crescente número de escorpiões”. A declaração foi dada pelo vereador Pastor Elias (MDB), durante discurso na Câmara, nesta terça-feira (10). O parlamentar comentou notícia divulgada recentemente no portal G1, que relatava 184 mortes em decorrência de picadas de escorpião em 2017 - maioria delas em São Paulo e Minas. Segundo a reportagem, crianças pequenas e idosos são as principais vítimas.

Pastor Elias sugeriu a realização de campanhas de orientação, pelo Governo, visando informar a sociedade sobre a importância da manutenção de lotes e terrenos limpos, por exemplo. “Esse tipo de bicho se prolifera em lugares onde há muita sujeira”, comentou. “É um diagnóstico preocupante: 184 mortes não é brincadeira”, disse o vereador, que também sugeriu o mapeamento das regiões com maior incidência de escorpiões, na cidade.

O vereador afirmou que, em visita a alguns bairros, na semana passada, presenciou o descarte irregular de lixo. “São lugares propícios para proliferação de escorpião [...] Muitas pessoas infelizmente não têm consciência cívica, e descartam lixo em local errado”. Pastor Elias também pediu à prefeitura que faça a retirada de entulhos no bairro Jardim Capuavinha, na região de onde foram removidas famílias que hoje moram nos condomínios do Minha Casa Minha Vida.  

No discurso, o parlamentar lembrou que, em março, havia manifestado preocupação com a incidência de escorpiões em escola do Jardim Moreira. Posteriormente, ocorreu uma dedetização no local, visando solucionar o problema. “Quando trouxe esse alerta, era justamente preocupado com crianças que pudessem ser vítimas”, ressaltou o parlamentar, citando o caso de uma criança de 5 anos que morreu em Araçatuba, após ser picada por escorpião.

Fim do conteúdo da página